Neste blog, mais imagens do que palavras...
A fotografia é uma paixão que não requer ser cultivada, tão somente alimentada, pelo que uma imagem vale mais do que mil palavras!

In this blog, more pictures than words ...
The photography is a passion that does not require to be cultivated, nourished solely by that one picture is worth a thousand words!

SOMOS VISTOS E PROCURADOS NO MUNDO INTEIRO!

Flag Counter

sábado, 16 de junho de 2018

Pedras Parideiras, o fenómeno das "rochas mãe" que reproduzem pedras.

Segundo informação prestada no Centro de Interpretação das Pedras Parideiras, existente em Castanheira, freguesia de Albergaria da Serra, concelho de  Arouca – Portugal, este é um fenómeno único no mundo. Pode ser visitado livremente.

Esta imagem acima, é no referido Centro de Interpretação criado num antigo palheiro. Possui esta cobertura apoiada nas próprias pedras (o que não acho muito correto( existe um auditório explicativo, a pagar (2€), existe também a possibilidade de efetuar uma visita guiada, a pagar (4€) e, existe ainda uma loja de recordações.
Do ponto de vista geológico, esta rocha designa-se «granito nodular da Castanheira» e estende-se por uma área de cerca de 1 quilómetro quadrado. Por ação da erosão, os nódulos libertam-se da “pedra mãe” e acumulam-se no solo, deixando no granito uma cavidade. É por isso que os habitantes da aldeia da Castanheira chamaram a esta rocha «Pedra Parideira», por ser «a pedra que pare pedra».
Estes nódulos apresentam dimensões que variam entre 1 e 12 centímetros de diâmetro e, embora sejam constituídos, exteriormente, apenas por biotite, o núcleo é constituído por minerais de quartzo e feldspato.

20 comentários:

  1. Este é um fenómeno muito interessante que a natureza nos oferece.
    Um abraço e bom fim-de-semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderEliminar
  2. Estranho fenómeno e muito interessante.
    Gostei particularmente da útima foto.
    Bjs Rui

    ResponderEliminar
  3. Há muitos anos que as fotografei para um livro das SRD.
    Nessa altura, só existia uma arame farpado no perímetro.
    Arame farpado que tive de desrespeitar, naturalmente.
    Agora, podem fazer-se imagens com qualidade, como as do Rui Pires ( com quem concordo em absoluto que a cobertura apoiada nas rochas é um autêntico disparate ).

    Grande abraço.

    ResponderEliminar
  4. Andei por lá há anos, antes dessas construções que têm agora. Na altura a minha irmã trouxe até uma dessas pedras que encontrou no chão. Eu não tive sorte. Mas esse fenómeno apesar de ser muito raro, não é único. Existe outro na Rússia.
    http://www.primeirapedra.com/2016/11/pedras-parideiras/

    Abraço e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  5. Com este aspeto quase que não reconhecia o lugar!
    Hei-de regressar!!!bj

    ResponderEliminar
  6. Olá, gostei do seu blog é muito interessante, eu tenho um blog onde escrevo os meus textos de diferentes temas , Fico aguardando a sua visita se gostar pode me seguir.
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  7. Interesante lugar. Las imágenes ofrecen unas texturas muy buenas.

    Besos

    ResponderEliminar
  8. É um fenómeno geológico bem interessante
    especialmente por ser circunscrito.
    Beijinho
    ~~~~

    ResponderEliminar
  9. Um fenómeno muito curioso
    Abraço

    Hoje em Caminhos Percorridos - Comunicado do Vaticano

    ResponderEliminar
  10. Eventi unici che lasciano pensare....
    UN saluto,silvia

    ResponderEliminar
  11. Olá Rui
    Já tinha ouvido falar nessas pedras. Um fenômeno curioso da natureza.
    Xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  12. Um fenómeno de que já tinha ouvido falar, por alto... mas de que já nem me lembrava onde ocorria... pelo que adorei este post, que tanto me esclareceu!
    De facto... os pilares assentes na própria pedra... é que não têm mesmo razão de ser...
    Belíssima reportagem fotográfica, Rui, que me permitiu visitar este lugar único, através das tuas imagens!...
    Beijinhos! Feliz domingo!
    Ana

    ResponderEliminar
  13. já ouvi falar, mas nao conheço.
    as fotos estão excelentes.
    bom domingo
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  14. Rui magníficas as pedras as fotos ficaram incríveis Rui tenha um ótimo domingo abraços.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  15. Desconhecia este fenómeno! =)
    Beijinhos,
    https://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  16. Já lá passei ao pé mas não fui visitar, por isso gostei de conhecer estas pedras por aqui! :)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar