Neste blog, mais imagens do que palavras...
A fotografia é uma paixão que não requer ser cultivada, tão somente alimentada, pelo que uma imagem vale mais do que mil palavras!

In this blog, more pictures than words ...
The photography is a passion that does not require to be cultivated, nourished solely by that one picture is worth a thousand words!

SOMOS VISTOS E PROCURADOS NO MUNDO INTEIRO - ESTES OS PAÍSES QUE VISITAM O BLOG!

Flag Counter

sábado, 23 de novembro de 2019

Se o mundo a cada passo é uma descoberta, o Douro também o é . . . Vir, é o melhor remédio 👌 😉


O Comboio (trem) DA VIDA 🚂🚃🚃🚃🚃🚃

Eu costumo dizer que o comboio só passa à nossa porta uma vez na vida e isso fez-me pensar no que a vida é uma viagem de comboio sempre em movimento, cheia de embarques e desembarques, alguns acidentes, agradáveis surpresas em muitos embarques e grandes tristezas em alguns desembarques.
Quando nascemos, entramos nesse magnífico comboio e nos deparamos com algumas pessoas, que julgamos que irão estar sempre nessa viagem connosco, nossos pais. Com o tempo vemos que isso não é totalmente verdade , nós vamos saindo em algumas estações e um dia chega a estação em que eles descerão e nos deixarão sozinhos às vezes, partem cedo demais e ficamos meio perdidos sem o seu carinho, amizade e companhia . Isso porém não nos impedirá que durante o nosso percurso, outras pessoas embarquem, irmãos, amigos, filhos e amores inesquecíveis!
Muitas embarcarão neste comboio apenas a passeio, outras encontrarão no seu trajecto tristezas e outras circularão por ele prontos a ajudar quem precise.
Alguns passageiros quando desembarcam deixam saudades eternas, outros, quando desocupam o assento, ninguém sequer se apercebe. Que deixaram um lugar vago!
Curioso é constatar que alguns passageiros que se tornam tão importantes para nós, acomodam-se em vagões diferentes dos nossos, portanto somos obrigados a fazer o nosso trajecto separados deles, o que não nos impede tentarmos ir ao seu encontro. No entanto, infelizmente, muitas vezes já não poderemos sentar ao seu lado, pois já alguém ocupou esse lugar.
A nossa viagem é assim mesmo, cheia de atropelos, sonhos, fantasias, esperas, despedidas.
Só nos resta tentar fazermos a nossa viagem , da melhor maneira possível, tentando nos relacionar com todos os passageiros, procurando em cada um deles o que tiverem de melhor, lembrando sempre que em algum momento eles poderão fraquejar e precisaremos entender, porque provavelmente também fraquejaremos e com certeza haverá alguém que nos acudirá com seu carinho e sua atenção.
O grande mistério afinal é que nunca saberemos em qual estação desceremos, muito menos nossos companheiros de viagem, nem mesmo aquele que está sentado ao nosso lado. Eu fico pensando se quando descer deste comboio sentirei saudades. Acredito que sim, me separar de muitas amizades que fiz será no mínimo doloroso, deixar meus filhos continuarem a viagem sozinhos será muito triste com certeza....mas me agarro na esperança que em algum momento estarei na estação principal e com grande emoção os verei chegar. Estarão provavelmente com uma bagagem que não possuíam quando embarcaram e o que me deixará mais feliz será ter a certeza que de alguma forma eu fui um grande colaborador para que ela tenha crescido e se tenha tornado valiosa.
Mesmo com as adversidades do tempo, das emoções , devemos tentar que a nossa estadia neste comboio seja tranquila, que tenha valido a pena e que quando chegar a hora de desembarcarmos o nosso lugar vazio traga saudades e boas recordações para aqueles que prosseguirem a viagem.
Boa viagem...

sábado, 16 de novembro de 2019

O outono🍂 é, por excelência, a estação do Dióspiro🍑

Em Portugal🇵🇹 o dióspiro pode ser encontrado em duas variedades predominantes: o de cor vermelha (na foto) e o de cor alaranjada.
👉Este da imagem é o mais consumido, essencialmente no estado maduro. Nesta etapa, trata-se de um fruto bastante doce e mole sendo necessário muito cuidado para realizar o seu transporte.
👉Já a segunda variedade é bem mais duro, por isso, denominado dióspiro “de roer” ou “de maçã”. Possui ainda um sabor bastante menos doce quando em comparação com o primeiro.
👌O valor nutricional do dióspiro é elogiado por muitos especialistas. Contém cálcio, ferro, fósforo, proteínas e açúcares redutores, como é o caso da frutose e da glucose, além de vitamina A e C e, em menor percentagem, vitaminas B1, B2 e B3. Com o seu sabor característico, pode ser ingerido como fruto sem transformação ou em musse, com lima e um pau de canela.
👌Também pode ser facilmente integrado em bolos, em saladas, em gelados e até em bebidas, incluindo sumos, batidos e smoothies. As suas propriedades medicinais também são enaltecidas. É bom contra a diarreia, a colite e o colesterol. Também atua no controlo da glicemia. Favorece, ainda, a visão, a pele e o crescimento dos ossos.

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Douro Património Mundial é excluído de direitos de prospeção mineira.

Não vai haver qualquer prospeção ou exploração mineira na região do Douro Património Mundial. O esclarecimento vem depois de uma proposta publicada em Diário da República.

O Ministério do Ambiente garantiu esta quinta-feira que “não vai haver qualquer prospeção e pesquisa [mineiras] no Alto Douro Vinhateiro (ADV)” e que esta zona, bem como “tudo o que seja Património Mundial”, será “excluído de qualquer atribuição de direitos”.
“O que se passou é que a empresa fez um pedido, esse pedido foi publicitado [no Diário da República], como manda a lei, e está na fase inicial de tramitação e análise na DGEG [Direção Geral de Energia e Geologia]”, esclareceu o Ministério, numa resposta escrita enviada à Lusa.
De acordo com a tutela, “como é evidente, não vai haver qualquer prospeção e pesquisa no ADV” e, naquele processo publicitado no DR, “tudo o que seja ADV e Património Mundial será excluído de qualquer atribuição de direitos”.
De acordo com dois avisos publicados no DR em abril e maio, foi requerida pela Fortescue Metals Group Exploration Pty Ltd. “a atribuição de direitos de prospeção e pesquisa de depósitos minerais” para os concelhos de Alijó, Carrazeda de Ansiães, São João da Pesqueira, Sabrosa, Torre de Moncorvo, Vila Flor e Vila Nova de Foz Côa, nos distritos de Vila Real, Bragança, Viseu e Guarda.
Para uma área superior a 500 quilómetros quadrados, foi pedida a “atribuição de direitos de prospeção e pesquisa de depósitos minerais de ouro, prata, chumbo zinco, cobre, lítio, tungsténio, estanho e outros depósitos de minerais ferrosos e minerais metálicos associados”, segundo o DR.
O Ministério do Ambiente assegura que sempre que é feito um pedido ele tem de ser divulgado, mas tal não significa que os direitos de prospeção sejam atribuídos.
A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Norte (CCDR-N) revelou na quarta-feira ter recebido do Ministério do Ambiente a garantia de que a prospeção mineral prevista na região duriense deixa de fora a zona classificada como Património Mundial. “Ainda que tenha sido publicitado um pedido para a prospeção e pesquisa de minérios numa localização duriense, a CCDR-N esclareceu de imediato com o Ministério do Ambiente que tal investimento, a avançar, será excluído da área protegida pelo título da UNESCO”, disse aquele organismo numa resposta enviada à Lusa.
De acordo com a CCDR-N, “não está em causa qualquer prospeção e/ou pesquisa” mineral “na área classificada”.
O ICOMOS, organização consultora da UNESCO, considera que “uma substancial parte dos projetos em causa são para a área do ADV e para a sua zona especial de proteção”, o que levará à perda da classificação.
Num documento a que a Lusa teve acesso na terça-feira, o ICOMOS – Conselho Internacional de Monumentos e Sítios alerta que os projetos de prospeção de minérios no ADV são uma “agressão irreversível” àquele Património Mundial, implicando proibir a cultura da vinha e ficar sem o título atribuído pela UNESCO em 2001.
Para o ICOMOS, a concederem-se os direitos de prospeção de minérios, “estarão em perigo várias áreas de singular importância paisagística, nomeadamente na zona de foz Tua (ambas as margens do Douro), no planalto de Favaios, nas encostas do Castedo, ou a secular Quinta do Vale Meão”, alerta o ICOMOS.
O ICOMOS assinala ainda que “o Estado, por proposta da Entidade Gestora do ADV, deveria ter já apresentado relatório de avaliação de impacte patrimonial quanto à intenção de atribuição desta conceção”.

sábado, 12 de outubro de 2019

Figo "Pingo de Mel"😋

Pelas suas características de gosto e sabor, é uma das variedades de figos mais apreciadas.

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

👉 Baloiço do Trevim | Lousã 😲

👉Sinónimo de que com pouco, se pode oferecer muito!
📌Fica no Alto de Trevim, serra da Lousã, a 1.200 metros de altitude.
👉Aqui, baloiçar ao sabor do vento, sentindo um misto de alegria e liberdade, com uma paisagem a perder de vista!

📌Este local não propriamente de fácil acesso, mas devido ao furor nas redes sociais, tem uma procura inimaginável, vindo pessoas de todo o país e até estrangeiro, para experimentar este baloiço de vistas deslumbrantes e tirar fotos!
📌Fica a dica para responsáveis na área do turismo local; em muitas das nossas serras, com pouca mão de obra e ainda menos material, se pode fazer muito no sentido de atrair "massas" de turismo!

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Dia Nacional dos Castelos | Castelo de Lamego



Sobre a antiguidade do Castelo de Lamego, quase todos os investigadores referem que esta fortaleza é "obra de mouros" e anterior à fundação da nacionalidade.
Do castro primitivo, ainda subsiste a torre de menagem (século XII), parte da velha muralha e a cisterna (século XIII).
Recentemente, no âmbito do projeto de regeneração urbana Viver Lamego, a Câmara Municipal deu uma nova vida a este monumento como espaço museológico.
Na torre de menagem foi criado um miradouro virtual para a cidade e a muralha exterior passou a dispor de condições adequadas à livre circulação de pessoas.

sexta-feira, 4 de outubro de 2019

🚂🚃🚃🚃🚃 Viajar no Comboio Histórico do Douro é fazer uma viagem no tempo 🚂🚃🚃🚃🚃



Viajar no Comboio Histórico do Douro é fazer uma viagem no tempo🚂🚃🚃🚃🚃🚃🚃

👉Num percurso à beira do Rio Douro, a locomotiva a vapor e as 5 carruagens históricas, percorrem a distância que vai da Régua ao Tua, numa viagem única ao passado, marcada pela beleza da paisagem classificada pela UNESCO como Património Mundial.

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

𝐖𝐢𝐧𝐞 & 𝐌𝐮𝐬𝐢𝐜 𝐕𝐚𝐥𝐥𝐞𝐲 - O Festival que celebrou o vinho, a gastronomia e a música no vale do Douro


O 𝐖𝐢𝐧𝐞 & 𝐌𝐮𝐬𝐢𝐜 𝐕𝐚𝐥𝐥𝐞𝐲 proporcionou, dois dias de concertos inesquecíveis.... mas não só...

O primeiro grande festival em Portugal inspirado no vinho e que também celebrou a gastronomia e a música atraiu cerca de 18 mil pessoas em pleno coração do Douro Vinhateiro e em plena época de vindimas. Foi a 14 e 15 de setembro.


Numa primeira edição, constitui desde já um grande êxito a nível da organização, com vários milhares de pessoas, de copo na mão, a usufruir de um dos cenários mais belos do mundo. Música, gastronomia e vinho foram a combinação perfeita para o sucesso e maravilhar os festivaleiros.

Wine & Music Valley contou com três palcos diferentes e inúmeras atuações ao longo dos dois dias. 





Pelo “Douro Stage”, passaram nomes como Bryan Ferry, Mariza, António Zambujo, Xutos & Pontapés e Seu Jorge, entre outros. No “Wine Stage” estiveram os HMB, The Black Mamba e Xinobi & Anna Prior. No espaço “Chef’s Stage” chefs de cozinha de renome como Rui Paula, Miguel Castro e Silva, Vítor Matos, Pedro Pena Bastos, Tiago Bonito ou Tiago Moutinho confecionaram pratos emblemáticos.


Sem dúvida alguma que o Douro já merecia um evento desta dimensão onde a cerveja fica de fora porque o vinho é o rei ou não fosse este um festival que celebra os néctares e a gastronomia da Região Demarcada do Douro.


O festival decorreu no Porto Comercial de Cambres, Lamego, mesmo em frente à cidade do Peso da Régua.

terça-feira, 30 de julho de 2019

Grutas das Minas de Queiriga... Mesmo não podendo, ir é o melhor remédio!




As grutas das minas da Queiriga, concelho de Vila Nova de Paiva, distrito de Viseu - Portugal, escondem uma lagoa azul linda que sobressai à vista, fruto da entrada da luz solar na diagonal e contra o tipo de minério existente.
A luz entra por entre várias galerias, sustentadas por colunas naturais, através de várias aberturas na vertente oeste do monte.
Também conhecidas como Minas de Lagares, foram uma exploração mineira com um apogeu nos anos 40 chegando, tendo chegado a empregar cerca de 500 operários.
 Os principais minérios extraídos eram a Cassiterite (óxido de estanho) e a Wolframite (volfrâmio).
 Há cada vez mais aventureiros que aqui se deslocam para contemplar as grutas formadas aquando da exploração mineira desta zona.
No seu interior nota-se uma elevada humidade e, na época quente,  o corpo vai-se aos poucos adaptando ao frio no interior, sendo notada uma grande diferença à saída.

Nada impede uma visita, mas é preciso muito cuidado com os perigos. No dia em que lá estive, por incrível que pareça, três aventureiros de toalha ao ombro, decidiram, mina adentro, ir mergulhar naquelas águas, desconhecendo eu e com certeza eles, os perigos de um contato com aquelas águas, além de outros pelo arriscado que acaba por ser chegar até à água, quanto mais mergulhar nelas.

O espaço tanto interior como exterior  já esteve arranjado e aberto para visitas, mas foi vandalizado e nada mais foi feito. Ainda se vê ao longo da mina alguns elementos de apoio aos visitantes, outros que foram sendo adaptados de forma improvisada. 
Actualmente desactivadas, estão a ser objecto de um estudo de exploração turística por parte da Câmara de Vila Nova de Paiva e da empresa concessionária.
Estas grutas ficam próximo de Queiriga, aldeia com 575 habitantes, denominada de aldeia mais “francesa” de Portugal, conhecida por quadruplicar o número de moradores no verão com a chegada dos emigrantes.
Deixo um vídeo um pouco mais detalhado destas grutas. Espero que gostem. Obrigado!

sábado, 27 de julho de 2019

🔝 Wine & Music Valley 🍷 🎶 Inspirado no vinho e num dos locais mais bonitos do mundo 🌎

🍾
Inspirado no vinho e num dos locais mais bonitos do mundo, o Wine & Music Valley chega ao Douro e promete deixar só boas memórias 😊
🎉
Este é o primeiro festival inspirado no vinho! Com o Douro como pano de fundo, artistas de peso e com gastronomia à altura, o vinho vai ser o acompanhante perfeito!
🍸
A 14 e 15 de setembro, sobem ao palco principal nomes como Bryan Ferry, Mariza, Xutos & Pontapés, Seu Jorge, Carolina Deslandes, Salvador Sobral, entre outros. Também vai haver um segundo palco para novos talentos! Tainá e Serushio estão já confirmados.




🍸O vinho será uma das referências deste festival, pelo que serão realizadas várias atividades ligadas ao enoturismo, desde provas de vinhos, tratamentos de vinoterapia, havendo ainda apossíbilidade de pisar uvas, isto porque será numa época em que decorrem as vindimas na região do Douro.
🍾Haverá ainda um Chef’s Stage, naquele que será o terceiro palco do festival, dedicado à culinária, com o contributo de vários chefs nacionais, do cartaz fazem parte iniciativas de cozinha de autor, live cooking shows e degustações.
🎉O recinto vai ter seis hectares. Situa-se no Porto Comercial de Cambres – Lamego, com uma vista privilegiada sobre a cidade da Régua e todo o Douro envolvente. Não faltará uma roda gigante e, chegar ao recinto de barco, poderá ser uma boa opção! 
 Douro Stage Vip Village  Wine Village  Chef’s Stage
 Wine Experience  Roda Gigante  Lounge

🔖Além dos bilhetes diários (25€) existe, também, a possibilidade de adquirir passe geral, com acesso aos dois dias de evento (40€).
Para quem prefere uma experiência VIP, com acesso a zonas exclusivas dentro do recinto e a possibilidade de participar em experiências premium, o bilhete pode custar 60€ (diário VIP) ou 100€ (passe VIP).

Adquira já...🔖 Early Bird aqui 👉 bit.ly/2KXOHHQ
Também disponível em lojas físicas FNAC, Worten, El Corte Inglês, ACP, Turismo de Lisboa e The Phone House.

sábado, 13 de julho de 2019

À descoberta da frase na tua língua no muro des je t'aime ❤️🧡💛💚💙💜🖤

Ao contrário dos outros muros que separam  pessoas, cidades e limitam fronteiras, esse muro é um lugar de união, que procura mostrar para quem vai lá as diferentes formas de amor.  
Paris é a capital do amor. E nada mais justo do que a existência desse muro!