Neste blog, mais imagens do que palavras...
A fotografia é uma paixão que não requer ser cultivada, tão somente alimentada, pelo que uma imagem vale mais do que mil palavras!

In this blog, more pictures than words ...
The photography is a passion that does not require to be cultivated, nourished solely by that one picture is worth a thousand words!

Seguir este blog

sábado, 31 de outubro de 2015

Douro em modo de sinfonia outonal de cores...















Sei como voltar: As cores do meu outono desenham caminhos. *Yberê Líbera

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Lamego em modo outonal...


segunda-feira, 26 de outubro de 2015

"Não é um panorama que os olhos contemplam: é um excesso da natureza." *Miguel Torga


"O Doiro sublimado. O prodígio de uma paisagem que deixa de o ser à força de se desmedir. Não é um panorama que os olhos contemplam: é um excesso da natureza. Socalcos que são passadas de homens titânicos a subir as encostas, volumes, cores e modulações que nenhum escultor, pintor ou músico podem traduzir, horizontes dilatados para além dos limiares plausíveis da visão. Um universo virginal, como se tivesse acabado de nascer, e já eterno pela harmonia, pela serenidade, pelo silêncio que nem o rio se atreve a quebrar, ora a sumir-se furtivo por detrás dos montes, ora pasmado lá no fundo a reflectir o seu próprio assombro. Um poema geológico. A beleza absoluta." 
Miguel Torga in "Diário XII"

Nenhum obstáculo será tão grande se a sua Fé for maior...

sábado, 24 de outubro de 2015

É hora de mudança... de hora!

Portugal, à semelhança de toda a União Europeia, atrasa os relógios domingo, dia 25 outubro e entra na denominada "hora de inverno".
Na madrugada de domingo, os relógios atrasam 60 minutos, às 02:00, no continente e na Região Autónoma da Madeira, e atrasam o mesmo tempo, mas à 01:00, nos Açores. Portugal passa a estar alinhado com o tempo universal (tempo médio de Greenwich, TMG), conforme informação do Observatório Astronómico de Lisboa.
*Foto da torre da Sé Catedral de Lamego.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo - Parte I - Vindimas

A Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo é um local de eleição deste majestoso Douro, qual vale encantado, por entre socalcos de uma região demarcada que é a mais antiga do mundo e superiormente a tornaram em Património Mundial.
Em época de vindimas o trabalho é árduo tendo em vista colher as uvas de forma delicada pois na melhor qualidade dos bagos, se transformará, na melhor qualidade dos vinhos.  
 Esse mesmo fruto que ao longo do ano foi cuidadosamente acompanhado no seu crescimento de modo a que a produção atinja sempre os superiores níveis.
Esse acompanhamento, nesta Quinta, é da responsabilidade da Engenheira Ana Mota (na foto), a nível da produção, viticultura e enologia. Ao longo do ano, Ana Mota acompanha atentamente o crescimento das uvas e toma as precauções necessárias com o seu vasto conhecimento, tendo em vista a melhor e mais elevada qualidade final.
Após a separação do seu "ventre", as uvas seguem para a adega da Quinta Nova, onde à sua chegada são alvo de delicada vistoria manual.

Chegados aqui, seguem-se os demais processos, com o rigor enológico exigido e uma junção de processos tradicionais com uma sofisticada tecnologia de ponta,  tendo em vista o resultado final de vinhos que são uma das grandes referências do Douro.
O fim de mais um dia aproxima-se, mas até ao lavar dos cestos é vindima como diz o provérbio popular...
Nada melhor que aproveitar o deleite visual que esta Quinta nos proporciona com um passeio pelos seus trilhos e socalcos. Um mergulho no meio dos vinhedos com uma pausa para saborear o resultado final do que vemos à nossa volta... Afinal, aqui é produzido o precioso néctar!
A Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo, é possuidora de uma história superior a 250 anos, e tem 120 ha cuidadosamente preservados. Além de uma variada produção de vinhos, possui a "Luxury Winery House" com 11 quartos e o "Winery Restaurant" que acolhe para descanso e lazer os amantes e verdadeiros apreciadores de vinho, de todos os cantos do mundo. É um local de eleição a vários níveis. É um pequeno paraíso dentro do paraíso que é o Douro!